Loading...

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

TEMA DOS FESTEJOS FARROUPILHAS 2016


   A Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas, reunida no dia 22 de outubro de 2015, decidiu indicar para os festejos em 2016, quando se comemoram os 180 anos da proclamação da República Rio-grandense, o tema República das Carretas. A reflexão estará disposta nos seguintes tópicos:

1- República, uma ideia: Res + publica (coisa de todos); 

2- Revolução Francesa e maçonaria: veículos de divulgação;


3- A proclamação da República – Antonio de Souza Neto nos Campos do Seival;
 

4- A instalação da República Rio-grandense – Eleição do Primeiro Governo. Piratini; 

5- Os Italianos na Revolução – republicanos e carbonários;

6- A imprensa – todos os jornais da República Rio-grandense; 

7- A organização do Governo – As carretas como meio de transporte dos documentos; 

8- A bandeira Farroupilha, o Hino Farroupilha e o Brasão: símbolos de República Rio-grandense;

9- O fim da República – Ponche Verde. Um acordo para fim das hostilidades;


 10- Ressurge a República com a Proclamação no Brasil em 1889 – Deodoro da Fonseca e Benjamin Constant.No RS: Julio de Castilhos e Borges de Medeiros; 

  Por ocasião do primeiro centenário da Revolução de 1835, foi publicado em Porto Alegre, pela Livraria do Globo, o Cancioneiro da revolução de 1835, recolhido e comentado por Apolinário Porto Alegre. Comenta o autor : “No dia 12 de setembro, no seu acampamento à margem do rio Jaguarão, junto ao passo do Lageado, proclamou o valoroso guerreiro a República Rio-Grandense. Mil aclamações retumbaram, explosões de civismo que deviam repercutir em breve de coxilha em coxilha, em todo o território rio-grandense, indo pulsasse um coração que servisse nobre e lealmente à causa da liberdade. [...] Se a Neto não sobrassem outros títulos de glória, só este lhe bastaria para a posteridade. Nem nos venham dizer que somos irrequietos e insaciáveis. O que quisemos sempre, o que queremos hoje, o que quereremos amanhã, é o respeito à lei, às instituições democráticas e, portanto, à soberania popular. Governem-nos nestas condições e não há povo mais pacífico e menos dado a motins e tumultos.”

  Apolinário salienta que reuniu sob a denominação de Poesia popular os textos colhidos da tradição oral que fazem parte da publicação. Como este fragmento dedicado a Bento Gonçalves: “Bento Gonçalves da Silva / da liberdade é o guia / é herói, porque detesta / a infame tirania.” Ou este outro, dedicado ao proclamador: “Hei de mandar escrever / por montanhas e deserto / em letras d’ouro este nome: / Antônio de Souza Neto.”

   As páginas da história dos povos serão sempre exemplares. É por seus acertos e por seus erros que a humanidade prossegue. Entendemos esta data, que marca os 180 anos de um episódio tão significativo na vida do estado e do país, deva ser revisitada, comemorada, debatida, e as discussões sobre o tema haverão de ampliar o espectro do conhecimento e da compreensão de nossa jornada enquanto cultura e sociedade identificáveis.



Segue uma indicação bibliográfica sobre o tema: 

- ASSIS BRASIL, Joaquim Francisco de. História da República Rio-grandense. ERUS: Porto Alegre. 1981

- FAGUNDES, Antônio Augusto. Revolução Farroupilha. Martins Livreiro: Porto Alegre, 2008.

- FAGUNDES, Morivalde Calvet. História da Revolução Farroupilha. EDUCS: Caxias do Sul, 1984

- FLORES, Moacyr. Revolução Farroupilha. Martins Livreiro: Porto Alegre, 1984.

- FLORES, Moacyr. Modelo político dos farrapos. Mercado Aberto: Porto Alegre, 1978.

- LAYTANO, Dante de, História da República Rio-grandense. Sulina: Porto Alegre, 1983.

- LESSA, Luiz Carlos Barbosa. República das carretas. Editora das artes: Porto Alegre, 2009.

- NASCIMBENE, Luigi. Tentativa de independência do Estado do RGS. Corag/ Sedac: Porto Alegre, 2002.

- PADOIN, Maria Medianeira. Federalismo gaúcho. Companhia Editora Nacional: São Paulo, 2001.

- PORTO ALEGRE, Apolinário José Gomes. Cancioneiro da revolução de 35 – Porto Alegre, 1981.

- REVERBEL, Carlos e BONES, Elmar. Luiz Rosseti: o editor sem rosto. Copesul/ L&PM: Porto Alegre, 1996.

- RUAS, Tabajara. Minuano. BesouroBox: Porto Alegre, 2014. - RUAS, Tabajara. Neto perde sua alma. Record: Rio de Janeiro, 2001.

- RUAS, Tabajara. Os varões assinalados. L&PM: Porto Alegre, 2003.

- SPALDING, Walter. A Revolução Farroupilha. INL/MEC: São Paulo, 1980. Porto Alegre, 08 de dezembro de 2015. Vinícius Brum Presidente da Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore


site retirado a informação:  http://www.mtg.org.br/public/libs/kcfinder/upload/files/01%20Vinicius%20Brum%20-%20Tema%20Festejos.pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário